Meu amor

Queria tanto conseguir traduzir em palavras tudo que se passa na minha cabeça, ia dar alguma coisa boa, no mínimo, interessante. Mas hoje tudo que consigo pensar é em amor, e como traduzir amor em palavras?

Amor é o remédio pra tudo! Queria poder abraçar o mundo num abraço só… queria que pelo menos retribuíssem meus sorrisos, ou parassem com essa nóia de que a vida é uma eterna competição.

Outro dia li um texto que não sai da minha cabeça… A moça dizia que o amor tem que ser totalmente recíproco, só ia dar o amor que recebesse. Será que eu sou idiota ou o que? Meu amor não é recíproco, não.

Meu amor quer transbordar e inundar o mundo. Meu amor quer invadir as casas, quer chegar de voadora nos sentimentos ruins. Ele não espera ser amado, ele se joga. Meu amor quer amar até doer. Esse safado sabe que é infinito. Você acha que ele fica satisfeito quando eu dou um sorriso pra alguém na rua? aaah, meu amor é tão forte que ele me pede pra abraçar todo mundo. Tão inocente, amor.

É ele que me faz acreditar em todo mundo que conheço, é ele que me faz pensar que em cada coração tem um pouquinho dele. É ele que me faz chorar feito criança quando vejo algo triste, ou muito lindo.

Ele é inconsequente, me faz acreditar em coisas impossíveis, ter esperanças absurdas e assim, fico como idiota: “você não vive na realidade”, me disseram hoje mesmo. A real é que não quero viver na realidade… Ter que medir sentimentos bons, ter que medir carinhos, para não afastar pessoas (vagas) que tem medo de qualquer demonstração de amor? Não mesmo!

Mas o pior é que não demonstro tal amor, as vezes por medo, ou sei lá. E longe de ser santa… mas ele queria correr pro papel, e correu.

E no final de tudo você acaba percebendo que amor não é pra fazer sentido, é pra simplesmente ser sentido, e que nem todo mundo tá preparado pra receber ou entender, nem mesma eu. É, ele sabe mesmo confundir minha cabeça e esquentar meu coração, pena mesmo é ter que o controlar.

Anúncios